Seis réus presos na Operação “Nêmesis” são condenados a penas que somam 240 anos de prisão em Três Lagoas

Após dois julgamentos e mais de 20 horas em sessão no Tribunal do Júri de Três Lagoas, a Justiça condenou os últimos quatro réus presos na Operação “Nêmesis”, deflagrada em 2018, que desarticulou a organização criminosa responsável por vários homicídios praticados no município.

O primeiro julgamento, ocorrido no dia 22 de setembro de 2021, condenou os réus L. C. F. e R. G. S. a penas que, juntas, somam 140 anos de prisão em regime fechado pela prática de crimes de organização criminosa, sequestro, corrupção de menores, ocultação de cadáver e homicídios qualificados consumados e tentados.

O segundo julgamento, realizado na última quarta-feira (29/9), sentenciou os réus A. L. S., L. S. R., M. C. A. e R. M. O. pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver, sequestro, corrupção de menores e participação em milícia privada.

Todos os crimes objeto da denúncia do MPMS foram praticados no contexto de retaliação à morte de L. F. S. C. De acordo com autos, os réus integravam grupos rivais que, após o assassinato de L. F. S. C., passaram a praticar uma série de crimes de homicídios por motivo torpe, vingança e retaliação.

Nos dois julgamentos, o Conselho de Sentença acolheu todos os termos da denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul.

Sentenças

L. C. F. foi condenado a 96 anos de reclusão, os quais, somados a outros 33 anos da condenação por homicídios relativos à Operação “Nêmesis”, totalizam 129 anos. Já R. G. S. foi condenado a 44 anos, os quais devem somar aos 40 anos pela prática anterior de três crimes de homicídio, também relativos à vingança contra o grupo rival.

A. L. S. foi condenado a 21 anos e 4 meses de reclusão e L. S. A., a 19 anos, 4 meses e 10 dias. Já M. C. A. recebeu a pena de 19 anos, 4 meses e 10 dias. Por fim, R. M. O. foi sentenciado a 43 anos, 6 meses e 19 dias. Todos as condenações serão cumpridas em regime inicial fechado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *