Cinco brasileiros presos com ‘arsenal de guerra’ são expulsos do Paraguai pela Ponte da Amizade

Cinco brasileiros que foram presos em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia na região de fronteira por Mato Grosso do Sul, foram expulsos do país ao Brasil, neste domingo (24), pela Ponte Internacional da Amizade, que liga Cidade do Leste, no Paraguai, a Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

Os suspeitos foram presos, no sábado (23), após serem encontrados com um “arsenal de guerra”, de acordo com os oficiais paraguaios.

Eles foram levados de avião, de Pedro Juan Caballero a Cidade do Leste, pela Polícia Nacional do Paraguai. Em seguida, foram entregues para as autoridades brasileiras.

O que se sabe sobre o crime que matou quatro pessoas na fronteira do Paraguai com o Brasil
Os suspeitos foram flagrados com fuzis, cartuchos e dinheiro. Veja a lista abaixo do que foi confiscado:

  • Dois fuzis, do tipo AK-47, com carregadores;
  • Seis carregadores para fuzil, do tipo AK-47;
  • Um fuzil, do tipo M4, com dois carregadores;
  • Inúmeras munições;
  • Uma pistola, da marca Glock, com dois carregadores;
  • Celulares;
  • Equipamentos de rádio comunicação;
  • Dinheiro.

A apreensão dos armamentos e outros objetos ocorreu em parceria entre as polícias do Paraguai e do Brasil, que atuam em conjunto na fronteira desde a série de execuções de várias pessoas na região.

A ação, de sábado, foi encomendada pela polícia paraguaia, em Assunção.

Entre os presos está Jefferson Kelvin Gonçalves de Oliveira, que tem ficha corrida na polícia do Brasil. O suspeito tem antecedentes de tráfico internacional de drogas e homicídio.

 

 

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *