Minivan onde estavam os 4 mortos de acidente com caminhão trazia criança para fazer exame na capital de MS

Uma minivan onde estavam as quatro pessoas que morreram após a colisão com um caminhão nesta sexta-feira (12), na BR-262, em Ribas do Rio Pardo, era da prefeitura do município de Inocência, na região leste de Mato Grosso do Sul.

Segundo a Polícia Civil, dois servidores da prefeitura de Inocência, Adriano Vitória do Nascimento, de 55 anos, e Dalvani de Oliveira Costa, de 67 anos, traziam uma das filhas de Marciana Caputti Pereira, de 30 anos, para fazer um exame médico em Campo Grande.

Além dos três adultos, morreu no acidente a filha de 2 anos de Marciana, Franciely Pereira de Menezes. A outra filha da mulher, uma menina de 10 anos, sobreviveu com ferimentos leves e foi encaminhada para um hospital em Água Clara. Ela estava sentada na última fileira de bancos da minivan.

Segundo informações apuradas pelas polícias Rodoviária Federal e Civil, o acidente ocorreu por volta das 4h40. O condutor do caminhão teria tentando ultrapassar dois outros veículos de carga em um trecho de faixa contínua. Durante a manobra, se deparou com a minivan que vinha no sentido contrário.

Os motoristas tiveram a mesma reação, de jogar os veículos para o acostamento, mas acabou ocorrendo a colisão frontal. Em razão da violência do impacto, a minivan foi arrastada para fora da pista.

De acordo com a Polícia Civil, o motorista do caminhão foi conduzido para a delegacia de Ribas do Rio Pardo. Ele foi preso em flagrante por homicídio com dolo eventual, ao assumir o risco de que sua manobra em local proibido poderia provocar um acidente.

Conforme a polícia, o caminhoneiro deve permanecer preso até terça-feira (16), quando o judiciário retoma o expediente normal e deve ocorrer a audiência de custódia.

 

 

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *