Aproximadamente 45 produtores rurais participaram do evento Dia de Campo, realizado manhã de terça-feira (07) na capela de Nossa Senhora Aparecida do P-512 e na Estância Santa Ângela, na região do Distrito de Arapuá.

A ação faz parte do Projeto Rural Sustentável – Cerrado, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS), com objetivo de atualizar este público com as inovações de práticas agrícolas, ampliar conhecimentos e partilhar experiências em grupo para fortalecer o desenvolvimento rural local.

A realização do encontro contou com a participação da equipe técnica da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) que atende a região do Arapuá. O secretário da pasta, Celso Yamaguti, prestigiou as atividades e destacou os pontos positivos que foram elencados.

“Este Dia de Campo traz um novo ânimo para os nossos produtores, uma vez que o agronegócio vem tendo destaque cada vez maior e os novos métodos de manejo e tecnologias vem sendo adaptadas para melhorar a produção rural, neste caso, a leiteira. Todo o aprendizado aplicado neste evento vai ser muito útil, inclusive para os serviços do nosso departamento de Agronegócio, que está sempre em contato com o produtor rural da região”, pontuou o secretário.

O engenheiro agrônomo e palestrante do DC, Jefferson Anthony Gabriel de Oliveira, doutor pela Unesp, explicou e mostrou na prática sobre técnicas de recuperação de solo degradado, recuperação de pastagem e sistema integrado lavoura – pecuária – floresta. Ele também respondeu as dúvidas dos produtores.

Proprietário da Estância Santa Ângela, Wanderlei Ferreira, considerou que o evento foi de grande importância, “principalmente por reunir os produtores da região e permitir essa troca de experiência e conhecimento. Praticamente cultivamos as mesmas variedades de pastagem e aplicamos os métodos comuns para a produção leiteira. Tudo o que foi apresentado hoje, vai aprimorar bastante nosso trabalho”, disse.

Os Dias de Campo são oportunidades para os produtores rurais, técnicos e organizações de produtores entrarem em contato com técnicas mais sustentáveis de produção e, assim, serem sensibilizados e capacitados para promoverem a disseminação e adoção de novas tecnologias e práticas sustentáveis.

O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *