Polícia vai prender suspeito de assassinato e acha papagaio vítima de maus-tratos e ‘gato’ de energia

A Polícia Civil de Três Lagoas (MS) encontrou nesta terça-feira (11) um papagaio em situação de maus-tratos e fraude no medidor de energia enquanto realizava o cumprimento de mandados sobre caso do homicídio qualificado que vitimou um homem com cerca de 17 tiros em um ponto de ônibus da cidade.

Os mandados de busca domiciliar e prisão preventiva foram cumpridos contra dois suspeitos de envolvimento na execução registrada em dezembro de 2021, um homem de 28 anos e uma mulher de 45 anos. As investigações policiais apontam que eles são responsáveis por fornecer e ocultar a arma de fogo utilizada para matar a vítima.

Outros crimes na residência

Na casa do homem, que é suspeito de alugar a arma utilizada no crime, um papagaio foi encontrado em situação de maus-tratos. A Polícia Militar Ambiental (PMA) foi acionada para tratar a respeito do crime ambiental contra o animal silvestre, que foi resgatado.

Além disso, os policiais identificaram a presença de um ‘gato’ no sistema de energia da residência. O homem também vai responder em flagrante pela prática de crime de estelionato em decorrência da fraude no medidor de energia.

O segundo local de cumprimento de mandado foi em um assentamento, localizado nos fundos do bairro Guanabara. Uma mulher de 45 anos foi presa suspeita de ajudar a esconder a arma de fogo e intermediar a negociação da mesma. Segundo a polícia, ela omitiu informações sobre os fatos relacionados ao crime em depoimento prestado anteriormente.

Denúncias

A investigação policial aponta o envolvimento de sete pessoas na execução, sendo que seis já estão presas. O único suspeito que segue foragido é o executor do crime.

Para denúncias anônimas sobre o caso, a polícia fornece os telefones (67) 3929-1173, (67) 3521-4984 ou (67) 99226.8210 (WhatsApp).

Relembre o caso

Francisco Gutember Vieira Pinto, de 52 anos, foi executado com cerca de 17 tiros de pistola 9mm, na tarde de 21 de dezembro, enquanto esperava um ônibus em Três Lagoas.

Conforme as informações da Polícia Civil (PC), o homem estava aguardando ônibus e foi surpreendido por um único autor, que estava de bicicleta – segundo testemunhas.

Segundo o Boletim de Ocorrência, a polícia e a perícia chegaram ao local logo após ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU).

A PC de Três Lagoas informou que a vítima trabalhava em uma fábrica na região e não tinha nenhum antecedente criminal.

 

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *