• O outono, estação de transição entre o verão que se despede e o inverno que começa em junho, terá início às 12h33 do dia 20 de março, próximo domingo, pelo horário de Brasília. Durante a estação, há redução das chuvas, e a entrada de massas de ar frio, vindas do sul do continente, provocam queda das temperaturas, sendo observadas a formação de fenômenos meteorológicos, como nevoeiros, friagem e geadas.

    De acordo com o meterologista Natálio Abrahão a tendência para os primeiros dias do outono, é que as características do verão continuem, com chuvas de final de tarde e calor acima de 30°C. Porém com o passar dos dias, as nuvens diminuem e os dias tendem a ficar mais secos. As temperaturas tendem a registrar grandes amplitudes térmicas, com madrugadas e manhãs mais frias e tardes com sensação de tempo abafado.

    O outono de 2022 terá menos chuva do que o normal em Mato Grosso do Sul. De acordo com os modelos climáticos, a previsão mostra uma tendência de que as chuvas fiquem entre 40% a 50% abaixo da média climatológica para o período. A média climatológica do trimestre de Abril-Maio-Junho (AMJ) indica que as chuvas variam entre 200 a 300mm, em grande parte de Mato Grosso do Sul. Já nas regiões nordeste (município dentro desta região, Paranaíba) e noroeste (Corumbá) do estado as chuvas variam entre 100 a 200mm e no extremo sul da região sul (Mundo Novo, Iguatemi, Itaquiraí) entre 300 a 400 mm (Figura 1).

    “Segundo a NOAA, a previsão indica manutenção da La Ninã até maio (77%) e, provavelmente, irá influenciar nas condições de tempo no outono. Durante a atuação da La Ninã tende a ocorrer uma maior frequência de massas de ar frio. Após, as previsões indicam uma fase de neutralidade das anomalias da temperatura da superfície do mar no oceano Pacífico Equatorial. Sendo assim, as chuvas devem ficar abaixo da média climatológica devido a atuação da La Niña”, diz trecho de prognóstico elaborado pelos meteorologistas do Cemtec, Valesca Fernandes e Vinícius Sperling.

    As temperaturas do ar devem ficar dentro da média climatológica, conforme o Cemtec. Na região noroeste do Estado, municípios de Corumbá e Aquidauana (amarelo claro no mapa) há probabilidade que as temperaturas fiquem ligeiramente acima, entre 40-50% da média climatológica. Por outro lado, no extremo sul do Estado, como por exemplo, Mundo Novo, Japorã e Eldorado (azul claro), as temperaturas devem ficar ligeiramente abaixo da média, entre 40-50%.

    Segundo a Climatempo, será na segunda quinzena de maio que o ar frio de origem polar poderá chegar com força a alguns estados brasileiros, incluindo Mato Grosso do Sul e fazendo a temperatura baixar para valores próximos e um pouco abaixo dos 10°C. Durante o mês de maio, a passagem de frentes frias pelo Sul do Brasil, Mato Grosso do Sul e São Paulo também pode provocar chuva forte nesses estados.

    Antes disso, eventos de resfriamento leve podem acontecer nos estados do Sul, mas não há expectativa de nenhum evento de frio extremo que possa realmente chamar atenção e causar geadas preocupantes nos meses de março e abril. O meteorologista Nathálio Abrahão, destaca a probabilidade de 90% de chance de geadas, mais para o final da estação.

    Tempo nesta quarta-feira

    O tempo firme predomina em Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (16). A previsão indica sol com variação de nebulosidade em grande parte do Estado.

    Apenas as regiões centro-norte e leste têm probabilidade para chuvas de intensidade fraca a moderada. De acordo com o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima, a combinação de calor e umidade, associada ao deslocamento de cavados pode provocar tempestades acompanhadas de raios.

    Será mais um dia com manhã fria e tarde quente no Estado. Os termômetros podem registrar temperaturas mínimas entre 15°C a 22°C e máximas entre 29°C a 35°C. Confira no mapa as condições estimadas pelo Cemtec para o Estado nesta quarta-feira.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *