• O MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) instaurou inquérito civil para apurar irregularidades na venda de túmulos do cemitério municipal de Três Lagoas.

    Entre os principais problemas, constam sepultamentos em locais inadequados, como espaços usados para o trânsito de visitantes. O ex-servidor A. M. F. F. é alvo das investigações.

    Venda de Túmulos

    O edital foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (20), disponível para consulta pública. As investigações tiveram início a partir de notícia de fato informando que uma funerária da região vinha promovendo a venda direta dos túmulos e instalando os mesmos em qualquer lugar, sem se importar com o comprometimento da estrutura.

    Havia denúncia também de possíveis inconformidades no registro de óbitos, uma vez que o número total de sepultamentos era muito superior ao número de mortes registradas pelo serviço municipal de verificação, o que sugeria que os enterros eram feitos de forma direta entre a funerária e o cemitério. Um ex-servidor é suspeito de facilitar o esquema.

    Diante de tais informações, o promotor Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior instaurou inquérito. O objetivo é apurar eventuais irregularidades na construção dos túmulos e a venda direta, irregularidades nos registros de óbito, a venda irregular de ‘gavetas’ entre as funerárias e parentes dos falecidos, bem como a interferência do ex-servidor.

    Fonte: Midiamax

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *