• Com 28,66% de cobertura contra sarampo e 46,6% contra influenza, a imunização contra essas doenças sofre para atingir a meta preconizada pelo Ministério da Saúde, além disso, a Campanha Nacional encerra nesta sexta-feira (03).

    De acordo com dados da Coordenação da Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), do total geral do público alvo que era de 11.584 pessoas, foram imunizados 3.377  contra o sarampo, sendo: 2.391 crianças, 967 trabalhadores da saúde e 19 adolescentes e adultos.

    Em relação a vacinação da Influenza, o total de vacinados é de 16.222 (total geral dos vários grupos prioritários desta campanha), sendo: 7.726 (meta/ 14.415) idosos, 424 (meta/1.329) gestantes, 25 (meta/229) puérperas, 2.841 (meta/8.342) crianças e 2.269 (meta/3.342) trabalhadores da saúde. As outras 2.937 doses foram aplicadas no restante dos grupos prioritários preconizados pelo Ministério da Saúde.

    De acordo com a coordenadora de Imunização, Humberta Azambuja, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) ainda não comunicou aos municípios se a Campanha de Imunização contra as duas doenças será prorrogada.

    “Não temos informação ainda se a campanha irá continuar depois do prazo final que é dia 03, por isso, todos que fazem parte dos grupos prioritários devem respeitar o prazo e tomar o imunizante e garantir que essas doenças não saiam do controle”, explicou Humberta.

    Ainda de acordo com a coordenadora, o motivo da baixa adesão ainda são os mesmo, seja a questão da vacinação contra a Covid-19, que acabou deixando as pessoas desatentas para essas outras que já eram rotina, seja pelo fato do discurso antivacina que se fortaleceu durante a pandemia do novo coronavírus.

    “As vacinas são seguras e, principalmente para crianças, são obrigatórias. Além disso, somente com todos imunizados que conseguimos controlar doenças em geral, pois são elas as nossas barreiras contra surtos e até mesmo pandemias”, finalizou Azambuja.

    LOCAIS E HORÁRIOS

    De segunda à sexta-feira das 8h às 16h30 nas Unidades de Saúde e das 8h às 18h nas USF Saúde na Hora (Santo André, Atenas, Santa Rita, Vila Haro, Paranapungá, Jardim Maristela, Vila Piloto, Interlagos, São Carlos e Vila Nova) que funcionam das 07h às 19h.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *