• A Secretaria Municipal de Saúde, através do setor de Vigilância em Saúde do Trabalhador, divulgou nesta segunda-feira (06), o Parque Produtivo de Três Lagoas. O mapeamento do Parque Produtivo traz uma análise da situação de saúde da população trabalhadora do município, sendo um valioso componente para planejamento das ações em saúde.

    O documento foi elaborado pela equipe de Vigilância em Saúde do Trabalhador com objetivo geral de fortalecer o enfrentamento dos principais determinantes do processo saúde-doença dos trabalhadores. A análise é um importante determinante do processo saúde-doença dos indivíduos e da coletividade. Ao mesmo tempo em que promove vida, subsistência, saúde e bem-estar, também pode resultar em impactos negativos, como acidentes, adoecimentos, sofrimento e mortes.

    Todas as informações estão disponíveis a toda população, especialmente aos que atuam com promoção e proteção da saúde dos trabalhadores e prevenção de agravos e doenças relacionadas ao trabalho; gestores e técnicos da saúde e de outros setores; empresas do município; representações de trabalhadores; controle social das políticas públicas e privadas relativas ao desenvolvimento econômico-social; entre outros.

    MAPEAMENTO

    Três Lagoas é o polo industrial do estado de Mato Grosso do Sul, apesar de não ser a maior em volume econômico, com o segundo maior PIB Industrial do Estado, segundo apontam dados da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (ASSOMASUL).

    A população é formada por 50,73% de mulheres e 49,63 de homens, onde brancos representam 46,16 e negros 52,63 dados de 2017 da PNDU.

    Sobre faixa etária, o estoque do emprego formal tinha em 2019, 33% de trabalhadores com 30 a 39 anos; 22% com 40 a 49 anos; 15% com 25 a 29 anos; 14,5% com 18 a 24 anos; 11,5% com 50 a 59 anos; 3,5% com 60 anos ou mais; e 0,5% com até 17 anos (RAIS, 2021).

    Sobre a evolução do emprego formal no município, de acordo com dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), tivemos em 2019 um saldo de 753 empregos, 329 em 2020 e 1.761 até julho de 2021.

    O município de Três Lagoas acumulou um saldo de 2.090 empregos formais no período de janeiro de 2020 a julho de 2021, de acordo com o CAGED, 67% dos citados são do sexo masculino e 33% do sexo feminino. A faixa etária que mais aparece é 18 a 24 anos, sendo 65% do total, e o grau de instrução que mais aparece é Ensino Médio Completo, correspondendo a 92% do total.

    Os setores que apresentaram maior saldo identificado entre 2020 e 2021 foi no Grupamento da Indústria, correspondendo a 58%; seguida por Serviços com 22%; Comércio com 15%; e por último, Construção com 5% do total. Quando o assunto é saúde em 2020, conforme aponta o Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), houveram 516 notificações de acidentes, a cidade ficou na posição 3 de 79 no estado e 149 de 5.570 no Brasil. Também foram notificadas 02 CAT com óbito.

    Registraram mais CAT, em 2021, conforme informações do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho (2021), Atividades de Atendimento Hospitalar, seguida de Fabricação de Celulose e Outras Pastas e em 3º lugar ficou Transporte Rodoviário de Carga, o ranking justifica-se especificamente devido a Pandemia de COVID-19.

    A frequência de óbitos registrada foi doenças do aparelho circulatório, algumas doenças infecciosas e neoplasias, de 2018 a 2021.

    Em relação a Covid-19 potencialmente relacionado ao trabalho segundo 20 principais ocupações por ano de notificação no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), aparece em 1º motorista de caminhão, em segundo assistente administrativo e vendedor do comércio varejista.

    Confira todos os índices, números e informações na íntegra acessando o mapeamento do Parque Produtivo de Três Lagoas ACESSE AQUI.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *