Exportação do agro cresce 61% em outubro, para US$ 14,25 bilhões

03-0822-0020-colheita-milho-go

O agronegócio brasileiro exportou em outubro o recorde de US$ 14,25 bilhões, 61,3% mais que em outubro de 2021, informou nesta sexta-feira, 11, o Ministério da Agricultura.

O volume cresceu 38,9% e os preços, 16,1%. As importações de produtos agropecuários somaram US$ 1,43 bilhão em outubro, 2% acima de outubro de 2021.

“O crescimento dos embarques de milho foi um dos principais fatores para o forte aumento nas exportações, com aumento em volume de 301,7% no período”, disse a pasta em nota.

Considerados todos os grãos, os embarques de janeiro a outubro somaram 134 milhões de toneladas, “ou o equivalente à praticamente metade da safra brasileira de grãos, que foi estimada pela Conab em 270,9 milhões de toneladas (safra 2021/2022)”, destacou.

No acumulado do ano, as exportações brasileiras do agronegócio também foram recorde de US$ 136,10 bilhões, aumento de 33% ante igual período do ano passado.

Em outubro, do complexo soja foram exportados US$ 3,68 bilhões (+49,6%). O volume embarcado cresceu 27,6% e os preços, 17,2%. O principal produto de exportação do setor foi soja em grãos, com registro recorde para os meses de outubro de US$ 2,49 bilhões.

As vendas externas de carnes somaram US$ 2,28 bilhões (+50,8%).

“O montante foi fortemente influenciado pelos preços médios de exportação, que subiram 29,9% na comparação entre os meses de outubro de 2022 com outubro de 2021. Também houve expansão no volume comercializado, que subiu 16,1%”, disse a pasta.

A Ásia é a região geográfica com maior participação nas exportações do agronegócio brasileiro. Em outubro de 2022, o continente adquiriu US$ 6,83 bilhões em produtos do agronegócio brasileiro, crescimento de 71,0% em comparação com os US$ 3,99 bilhões exportados em outubro de 2021.

A China é o principal comprador, tendo importado em outubro 81,8% mais, atingindo US$ 4,06 bilhões.

 

Fonte: Correio do Estado

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias

Banca Digital

Edição 217