Na tarde desta terça-feira (13) os sul-mato-grossenses conheceram cinco dos onze nomes do secretariado do governador eleito, Eduardo Riedel, que fez o anúncio acompanhado do seu vice, que também é coordenador do escritório de transição, Barbosinha.

Em sua fala, o governador eleito destacou os principais objetivos de cada secretaria. “Como é tradicional, nesta hora quase sempre todos se atêm mais aos nomes e aos cargos, do que ao projeto que nos desafia. Ao fazer as nossas primeiras escolhas, destaco que o foco foi, e continuará sendo, o projeto a ser executado nos próximos anos”, disse Eduardo Riedel.

O titular da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) será Flávio César, atual adjunto da Segov (Secretaria de Estado de Governo), e que trabalhou com Riedel nesta pasta. “Juntos, nos dedicamos à coordenação das secretarias setoriais, missão principal da Segov. Nesses anos, portanto, ele acumulou uma visão muito detalhada sobre os grandes desafios de cada setor, atualizada agora pelo intenso trabalho na equipe de transição”, afirmou Eduardo Riedel.

Ana Nardes permanece à frente da SAD (Secretaria de Estado de Administração). “Ela é uma profunda conhecedora dos grandes desafios na área administrativa, e será responsável por comandar um processo de efetiva modernização do estado neste campo”, ressaltou o governador eleito.

Já o novo secretário de Infraestrutura será Hélio Peluffo, atual prefeito de Ponta Porã, arquiteto de formação, com grande experiência na área de obras públicas e um dos administradores mais bem avaliados do Mato Grosso do Sul. “A vinda do Hélio reflete o nível de compromisso que assumi com cada um dos 79 municípios, parceiros entusiastas do nosso projeto. Ele trará para a nossa administração uma nova e preciosa visão de baixo para cima, da base para estado, aproximando o governo dos municípios em uma área crucial ao processo de desenvolvimento de dada um deles. Vamos ficar muito mais efetivos e realistas, no atendimento das diferentes demandas das cidades”, disse Riedel.

Na Casa Civil foi anunciado como secretário, Eduardo Rocha, deputado estadual licenciado e atual titular da Segov (Secretaria de Estado de Governo). “Ele (Rocha) irá levar sua capacidade de trabalho e longa experiência legislativa para a Secretaria da Casa Civil e tenho certeza de que realizaremos um excelente trabalho de articulação e construção”, ressaltou Riedel.

Por fim, Ana Carolina Ali Garcia permanecerá no cargo de Procuradora-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul. “A Ana vem realizando um excelente trabalho na PGE e nós continuaremos atuando em consonância com o ordenamento jurídico, orientando e fiscalizando o respeito à Constituição e às leis pelos órgãos públicos no exercício de suas atividades. A PGE atualmente, por sua excelência, se tornou uma das 13 Procuradorias do país que possuem um setor dedicado à inovação e/ou gestão estratégica”, enfatizou Eduardo Riedel

Para o vice-governador, Barbosinha, os secretários possuem um `plano de voo` a ser cumprido. “Todos terão um manual de orientação, que é o nosso programa de governo, que possuem detalhadamente todos os compromissos que assumimos com a população, portanto com muito planejamento, foco e determinação iremos cumprir ponto por ponto”, finalizou Barbosinha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *