PRF começa nesta quinta-feira a Operação Natal 2022 no MS

cc1df6f6-3ca5-44da-bc19-4af6a423bc27

A Polícia Rodoviária Federal dará início, às 00h00min do dia 22 de dezembro, à Operação Natal 2022, que tem término previsto para às 23h59min do domingo, dia 25. Desdobramento da Operação Rodovida, que vai até o fim do Carnaval 2023, a iniciativa tem como objetivo principal a garantia da segurança viária e a consequente preservação de vidas nas rodovias e estradas federais por todo o Brasil.

No Mato Grosso do Sul, policiais rodoviários federais, distribuídos em 9 Delegacias e 23 Unidades Operacionais da PRF, reforçam a fiscalização nos 4.078 quilômetros de rodovias federais, divididos num total de dez BRs, principalmente nos locais e horários onde os índices de criminalidade e acidentalidade têm mais incidência.

Entre os focos de fiscalização das equipes da PRF estão a alcoolemia ao volante, as ultrapassagens indevidas e o não uso de dispositivos de segurança – cinto de segurança e transporte de crianças em dispositivo próprio. Em resumo, busca-se coibir as infrações mais comuns ou potencialmente perigosas para a segurança do trânsito.

Restrição de Tráfego

No Mato Grosso do Sul, não haverá restrição de tráfego durante os dias de Operação.

Operação Natal 2021

Durante os quatro dias de operação de 2021, a PRF flagrou 68 motoristas dirigindo sob efeito de substância psicoativa, 9 foram presos. 208 condutores ou passageiros não utilizavam o cinto de segurança e 45 crianças eram transportadas fora do dispositivo de segurança. No total, foram registradas 338 infrações de ultrapassagem. 1.715 infrações totais foram cometidas durante o feriado

Foram contabilizados 31 acidentes, sendo 12 graves. 32 pessoas ficaram feridas e oito mortes foram registradas. Durante o feriado de Natal em 2020, a PRF registrou 14 acidentes, sendo 2 considerados graves. 18 pessoas ficaram feridas e nenhum óbito foi registrado.

Durante a operação em 2021, a PRF apreendeu mais de 8 toneladas de maconha no Mato Grosso do Sul. Três veículos com registro de roubo/furto foram recuperados.

Por fim, para o sucesso da Operação Natal, a PRF ressalta ainda a importância da adoção de medidas preventivas por parte dos motoristas. Tais cuidados, relacionados à conservação dos veículos e ao correto funcionamento dos itens de segurança, são fundamentais para a prevenção de acidentes e para a preservação da vida. Entre os principais itens a serem observados para uma viagem segura, a Polícia Rodoviária Federal destaca:

  1. Verificação da pressão de todos os pneus e atenção à demanda de peso que o carro terá que carregar (bagagens e passageiros). Se estiver em mau estado, o pneu pode causar perda de aderência ao solo, provocando derrapagem ou aquaplanagem. O ideal é que os sulcos estejam com, no mínimo, 3 mm de profundidade. Isso pode ser verificado por meio do TWI (sigla para Tread Wear Indicator), um ressalto perpendicular aos sulcos do componente. Se o TWI estiver tocando o solo junto com a banda de rodagem, a vida útil chegou ao fim.

  1. Conferência do estepe. Caso haja alguma avaria, substitua-o para uso, caso necessário.

  1. Alinhamento e balanceamento: ao rodar com o carro verifique se a direção parece estar “puxando” para um dos lados. Isso é sinal de que algum buraco ou desgaste prejudicaram a suspensão. O alinhamento é rápido, permite um rodar mais seguro e é responsável pelo aumento da vida útil dos pneus.

  1. Equipamentos obrigatórios: todo veículo deve ter pneu estepe, triângulo, chave de roda e macaco dentro do porta-malas. Verifique se o carro tem esses 4 itens.

  1. Verificação do funcionamento do sistema de iluminação. Os faróis e lanternas do carro são extremamente importantes. Mesmo que o carro não seja utilizado à noite, condições climáticas como neblina e chuva podem exigir iluminação, tanto para garantir que o condutor tenha boa visibilidade, quanto para assegurar que o veículo seja percebido por outros motoristas e pedestres. Desse modo, verifique se todos fachos do farol (baixo e alto) estão funcionando corretamente, assim como as luzes de freio, de ré, de posição e as setas.

  1. Deixar a água do radiador no nível certo e o fluído do sistema de arrefecimento em dia porque é este fluido que ajuda a manter a temperatura do motor, evitando o aquecimento.

  1. Revisão dos sistemas de amortecimento e freios a cada 10 mil km, e, mesmo estando com as revisões em dia, conferir o fluido do freio para que o sistema não falhe quando necessário.

  1. Verificação do prazo de validade do filtro e óleo do motor. Isso pode comprometer o rendimento do motor e aumentar significativamente o consumo de combustível.

  1. Verificação de limpadores de para-brisa. Especialmente se as borrachas não estão ressecadas e se as palhetas não estão tortas. Conferir se as borrachas estão limpando corretamente o vidro, sem deixar frisos ou falhas na área de varredura.

  1. Conferência do funcionamento da bateria. A indicação é simples, se há demora para o carro ligar, pode ser sinal de desgaste na bateria, que deve ser trocada.

  1. Conferência de mangueiras e correias. Essa inspeção é simples e pode ser feita com o auxílio da luz do celular ou uma lanterna. Abra o compartimento do motor e verifique se há sinal de desgaste nas mangueiras ou nas correias do carro. Com o motor desligado, repare se nas correias há sinal de desgaste nas pontas e se os dentes (parte interna) estão em bom estado. Se houver qualquer barulho incomum vindo do motor pode ser sinal de desgaste das correias.

  1. Documentação em dia. O veículo precisa estar com o licenciamento e IPVA com os recolhimentos devidos.

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias

Banca Digital

Edição 217