Mato Grosso do Sul ganhou posição de destaque em estudo nacionalmente realizado anualmente – esta foi a quinta edição da pesquisa – pela consultoria Macroplan, sendo apontado como o estado com a quarta melhor infraestrutura do País e, em um ranking geral de todas as áreas, está entre os 10 melhores – ocupa a 9ª posição.

Na edição anterior do ranking, o Estado apareceu em quinto na área de infraestrutura – ou seja, subiu uma posição. Em uma década, esse avanço foi de três posições, já que no ano inicial da pesquisa Mato Grosso do Sul apareceu em sétimo.

“São resultados que refletem um trabalho desenvolvimentista, de diálogo com o setor empresarial, de apoio ao municípios, para trazer o melhor ao nosso Estado. Estamos saltando para o futuro garantindo um Mato Grosso do Sul inclusivo, próspero, verde e digital”, destaca o governador Eduardo Riedel ao comentar os bons índices.

Grande avanço também é visto na área de segurança, segundo a consultoria. Mato Grosso do Sul há dez anos ocupada a 16ª posição, mas conseguiu no período saltar para a oitava casa do ranking, sendo que na edição anterior era o nono da lista.

O salto de 12º para 8º neste período de uma década foi encontrado pelo estudo na área de capital humano. Já no desenvolvimento econômico, o Estado ficou em sétimo. A lista é liderada pelo Distrito Federal, seguido por Santa Catarina e São Paulo.

Termômetros

Cada indicador é regido por tópicos específicos, que são termômetros para a situação naquela temática no referido estado. Mato Grosso do Sul se destaca, com índice verde, na maioria desses temas – são 31 indicadores listados, 21 deles verde.

Entre as temáticas que o Estado se destaca com bons resultados estão a taxa de homicídios, PIB (Produto Interno Bruto) per capita, índice de transparência, taxa de desemprego, informalidade, analfabetismo, rende domiciliar, boas condições de rodovias, acesso à internet, escolaridade média, expectativa de vida e nota Saeb.

O IDGE (Índice dos Desafios da Gestão Estadual) traz dados compilados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), CGU (Controladoria-Geral da União), CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), CNT (Confederação Nacional do Transporte), DataSUS e outros órgãos e sistemas da esfera governamental e privada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *