No início do mês de fevereiro, o Programa Municipal de Defesa do Consumidor – PROCON TL – realizou visitas em diversas padarias de Três Lagoas, entregando ofício para que os proprietários apresentassem a justificativa sobre o preço do pão francês.

A medida foi tomada atendendo às diversas reclamações recebidas pelo Órgão. Na quinta-feira (23), o relatório foi concluído e conforme o assessor especial do PROCON TL, Jurandir da Cunha Viana Junior, “o Nuna”, os documentos apresentados comprovam que não há preço abusivo.

“Nós analisamos todas as planilhas e o que identificamos é a diferença de localização e perfil de cada empresa. Temos que considerar que padarias funcionando em prédio alugado em área central, com muitos funcionários tem uma despesa bem maior, comparando com os estabelecimentos em que o proprietário trabalha com a família e em prédio próprio, ou com poucos funcionários e de aluguel mais baixo. Nestas proporções é preciso compreender o preço que cada uma cobra”, explicou.

O PROCON também considerou a margem de perda do produto, a instabilidade econômica do cidadão três-lagoense e a concorrência com os supermercados.

“Por questão de economia, o consumidor recorre aos supermercados que mantém o preço menor sobre o quilo do pão francês, abrindo concorrência com as padarias. Como não existe uma tabela para o produto, a orientação é que o consumidor tem a liberdade para comprar onde desejar”, concluiu.

Nesta ação, participaram 16 padarias localizadas nos bairros e centro do Município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *