Na manhã desta quarta-feira (31/05), investigadores da SIG (Seção de Investigações Gerais) de Três Lagoas/MS, com o apoio e informações levantadas pelo NRI (Núcleo Regional de Inteligência), realizaram a prisão de um homem, de 41 anos de idade, em virtude de mandado de prisão preventiva, por reiterados atos de violência doméstica praticados contra a sua ex-convivente, de 33 anos de idade.

A vítima apresentava histórico de violência doméstica desde que havia se separado do seu ex-convivente, sendo que em certa ocasião, ele, inclusive, ateou fogo em suas roupas e documentos. Naquela época, a vítima havia solicitado medidas protetivas de urgência, as quais foram determinadas judicialmente, e dias depois, após descumprimento da ordem judicial, o homem foi preso em flagrante delito, mas lhe foi concedida a liberdade provisória.

No início do mês de março, a mulher procurou a DAM  (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Três Lagoas/MS narrando novas ameaças e danos por parte do ex-convivente, e os fatos foram imediatamente comunicados ao Poder Judiciário pelo delegado de polícia responsável, sendo que após representação do Ministério Público desta cidade, foi decretada a prisão preventiva do agressor, em razão do descumprimento das medidas protetivas de urgência anteriormente fixadas, com o mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal desta Comarca, em 29/05/2023.

Dois dias depois, na data de hoje, por volta das 08h, o indivíduo foi preso em sua residência, no Jardim Carandá, em Três Lagoas-MS. Ele foi conduzido a sede da SIG, e após o cumprimento da ordem judicial e realização do exame de corpo de delito junto ao IML, foi encaminhado às celas da DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde permanecerá à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *