O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS) com apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar, cumpre na manhã desta quinta-feira (15), 19 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, na operação “Cascalhos de Areia”.

A operação é contra uma suposta organização criminosa que envolveria desde servidores públicos a empresários, suspeitos de fraudar contratos para a manutenção de vias não pavimentadas e locação de máquinas e veículos junto a prefeitura de Campo Grande, de 2017 a esse ano.

Segundo o MP-MS, o município teria sofrido um prejuízo que ultrapassa os R$ 300 milhões. Entre os crimes apurados estão o peculato, corrupção, fraude a licitação e lavagem de dinheiro. Mandados foram cumpridos na secretaria municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep).

Em nota, a Sisep diz que recebeu nesta manhã as equipes do MP-MS e que permanece à disposição para qualquer esclarecimento ou fornecimento de informações necessárias ao processo.

A operação mobilizou uma verdadeira força-tarefa do Ministério Público, envolvendo a 31ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social de Campo Grande, onde tramita o Procedimento Investigatório Criminal (PIC) que apura o caso, além do (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e do Grupo Especial de Combate à Corrupção (Gecoc).

Confira a íntegra da nota da Sisep:

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos recebeu nesta manhã as equipes da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social de Campo Grande, que informaram cumprimento de decisão judicial oriunda de Procedimento Investigatório que tramita na mesma. O Município permanece à disposição para qualquer esclarecimento ou fornecimento de informações necessárias aos entes do processo.

 

Fonte: G1/MS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *