A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Civil  deflagraram a Operação “Queima de Arquivo”.

As investigações começaram em 29 de abril, quando um homem foi morto com vários disparos de arma de fogo no centro da cidade de Dourados (MS). A vítima era oriundo do estado de Rondônia e estava em Dourados-MS a menos de dois meses, o que chamou a atenção da equipe de investigação do SIG para uma possível execução relacionada a outros crimes “QUEIMA DE ARQUIVO”.

Após diligências iniciais foi constatado que os suspeitos seriam oriundos do estado de Rondônia e com apoio da PRF de Dourados e da PRF do estado do Mato Grosso foi possível identificar uma caminhonete Toyota/Hilux utilizada pelos criminosos.

Identificado o veículo, os PRFs realizaram a abordagem da caminhonete dois dias após o crime e identificaram os ocupantes e suspeitos do crime, três homens de 31, 43 e 42 anos, em deslocamento para a cidade de Ji-Paraná, retornando da cidade de Dourados-MS.

Desta forma, o SIG realizou diversas diligências na cidade de Dourados e logrou êxito em apreender o segundo veículo utilizado no crime, um carregador de arma de fogo, bem como imagens e documentos que demonstraram suficientemente a execução por parte dos suspeitos.

Diante dos elementos angariados a PCRO e a PRF do estado de Rondônia iniciaram levantamentos de inteligência para localizar os investigados, que eram criminosos perigosos e conhecidos na região, investigados por alguns crimes como tráfico e homicídio.

Os levantamentos duraram cerca de 20 dias, tendo em vista que os criminosos alternavam de endereços para não serem localizados, bem como tinham vários endereços em seus nomes que não eram habitados por ninguém, justamente para dificultar a localização de ambos.

De posse dos endereços, bem como das medidas cautelares pertinentes, na manhã de hoje foi deflagrada a operação “queima de arquivo”, que cumpriu seis mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão.

Durante as buscas foram apreendidos veículos, armas de fogo, celulares além de valores em moeda nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *