Ribas Folia é denunciada por custo de R$ 1 milhão, mas prefeito alega ter gastado R$ 300 mil

ribas-folia-2023-divulgacao

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) abriu procedimento preparatório para apurar ilegalidades com gastos públicos no Ribas Folia 2023, evento de carnaval de Ribas do Rio Pardo, cidade a 102 km de Campo Grande. Em denúncia feita à promotoria, morador relata que gastos ultrapassaram R$ 1,3 milhão, mas o prefeito afirma ter gastado R$ 300 mil.

Conforme publicado no Diário Oficial do MPMS, o promotor George Zarour Cezar instaurou o processo após notícia de fato recebida na ouvidoria do órgão. Na denúncia consta que os gastos com o show da artista Lia Mayo e Banda teriam tido cachê de R$ 80 mil e gastos com a estrutura R$ 1.300.000, fazendo relação com a situação de infraestrutura da cidade.

A promotoria encaminhou ofício ao Município para apresentar documentos como a ordem de serviço e notas fiscais. O prefeito João Alfredo Danieze (PSOL) afirmou ao Midiamax que apresentou documento que comprova ter gasto menos de R$ 300 mil com o evento ocorrido em fevereiro e que denúncia protocolada no MPMS seria ‘perseguição política’.

“O valor do evento tem um custo de R$260.770,85, ultrapassando nossa meta de R$250.000,00, diante da locação das tendas que ficarão no local até o aniversário de nossa cidade, conforme acima informado, cuja despesa, quando do próximo evento, não mais existirá”, encaminhou prefeito em documento ao promotor.

O procedimento preparatório foi instaurado, pois considera que “ainda há informações a serem prestadas e pendência a serem sanadas” sobre suposto sobrepreço na contração da artista, determina o promotor.

 

Fonte: Midiamax
Foto: Diário MS News

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias

Banca Digital

Edição 217