Com proposta de melhorias nos serviços, 14ª Conferência Municipal de Assistência Social reuniu servidores e sociedade em geral

7DA07FA9-93E1-4603-AF33-D283C44E51A8

“Reconstrução do SUAS: O SUAS que temos e o SUAS que queremos”. Com esse tema, o Conselho Municipal de Assistência Social, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) realizou na última semana a 14ª Conferência Municipal de Assistência Social em Três Lagoas.

Com o anfiteatro da Faculdade AEMS lotado por servidores municipais e sociedade em geral, a Conferência iniciou na quinta-feira (06), com a leitura do regimento interno e apresentação dos eixos a serem trabalhados neste encontro. A secretária de Assistência Social, Vera Helena Arsioli Pinho, cumprimentou a todos e discursou sobre os avanços da pasta nos últimos 10 anos em Três Lagoas.

“Tenho orgulho em estar à frente de uma pasta tão importante para a sociedade, fazer parte da garantia de direitos da população, sua qualidade de vida e ofertar com dignidade serviços essenciais abraçados pela gestão do prefeito Angelo Guerreiro. Posso elencar os avanços da SMAS nestes anos como as melhorias nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), a criação do CRAM, que refletiu positivamente na vida de mulheres vítimas de violência, Família Acolhedora, entre tantos outros. Mas temos muito a fazer”, destacou.

Vera elogiou o empenho dos servidores da SMAS, reforçando que é esta dedicação e consciência participativa e social que faz a diferença nos serviços e atendimentos ofertados.

Na sexta-feira (07), a Conferência contou com a palestra magna da professora Dra. Maria Luiza Rizzotti. Logo após, os presentes foram separados em grupos para trabalhar nas propostas de melhorias dos 5 eixos discutidos. São eles: Financiamento; Controle Social; Articulação entre Segmentos; Serviços, Programas e Projetos e, por fim, Benefícios e Transferência de Renda.

Na sequência, teve a apresentação das propostas, votação e leitura de moções e o encerramento oficial do evento. A presidente do CMAS, Elizethe Aparecida da Silva, considerou a Conferência como positiva, pois, além de servidores públicos, profissionais ligadas ao serviço social, muitas pessoas da comunidade participaram ativamente da programação, sendo visível que questão social é uma preocupação de todos.

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias

Banca Digital

Edição 217