O prefeito Angelo Guerreiro, assim como outros chefes do executivo de diversos municípios do país, esteve em Brasília na tentativa de conseguir rever a redação da reforma tributária, pois segundo os gestores, com a redação atual milhares de municípios perdem recursos.

Guerreiro se reuniu com o senador Nelsinho, a senadora Tereza e o deputado Geraldo Resende nesta quarta-feira (13 de setembro) para discutir o assunto e ressaltou que “nossos municípios vão perder recursos significativos caso seja aprovada a reforma tributária da forma como está.”

Além dos prefeitos, a Associação dos Municípios Sedes de Usinas Hidrelétricas Elétricas (AMUSUH), está trabalhando, no sentido de convencer os senadores, apresentando estudos que mostram grandes perdas a boa parte dos municípios.

Prefeitos de vários municípios filiados à AMUSUH estão se revezando nas reuniões e, além de Angelo, estiveram presentes em uma reunião, que ocorreu nesta quarta-feira (13 de setembro) no gabinete dos senadores Lucas Barreto, do Amapá e Dr. Hiran, de Roraima, o prefeito Edinho Nakasato, de Anaurilândia, além do deputado estadual Roberto Hashioka, acompanhados da secretaria executiva da AMASUH, Terezinha Sperandio.

A Amusuh já protocolou nova proposta aos senadores da Comissão de Constituição e Justiça que será analisada pelos parlamentares. “Nesta proposta estamos mostrando aos senadores que eles precisam mudar o projeto para evitar perdas significativas em 1.764 municípios brasileiros, dentre esses, 66 de MS”, destacou Guerreiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *