A direção da empresa Arauco se reuniu nesta terça-feira (3) com o governador Eduardo Riedel, onde reafirmou os compromissos com o Estado, para construção da fábrica de celulose em Inocência, que terá um investimento de R$ 28 bilhões. Também aproveitou o encontro para discutir o cronograma da obra e projetos de infraestrutura que serão feitos na região.

“Boa reunião, nós reafirmamos nosso compromisso com Mato Grosso do Sul e com nosso investimento na fábrica de celulose. Temos muita coisa para fazer. Um projeto muito importante e estamos muito contentes de estar trabalhando aqui no Estado”, afirmou Carlos Altamires, presidente da Arauco Brasil.

Inocência ARAUCO Foto Saul Schramm
Reunião do governador com direção da Arauco

Na reunião realizada no Gabinete do Receptivo, a direção da Arauco apresentou ao governador algumas mudanças na sua estrutura organizacional, e indicou as pessoas que vão tocar o projeto da fábrica de celulose, em Inocência.

“Nós temos mensalmente uma reunião de acompanhamento dos grandes projetos do Estado e a Arauco está neste grupo. Também aproveitamos para fazer uma análise em torno do cronograma. O primeiro desafio é a base florestal, onde a empresa já se aproxima de mais de 100 mil hectares de floresta plantada”, destacou o secretário Jaime Verruck, da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação).

Ele destacou que o cronograma (obra) está na fase de licença ambiental. “Neste momento o Imasul está fazendo uma discussão sobre a licença prévia, houve audiência pública e deve encaminhar daqui 30 dias para CECA (Conselho Estadual de Controle Ambiental). Esta aprovação é fundamental para dar prosseguimento ao projeto”.

Prefeito de Inocência anunciou área onde serão construídas casas na cidade

Segundo o secretário, a previsão é que em fevereiro ou março do ano que vem a empresa já tenha a licença de instalação e as obras de construção da fábrica comecem em 2025. A Arauco ainda solicita autorização do Estado para construir um ramal ferroviário de 47 km de Inocência até a Ferronorte.

O prefeito de Inocência, Antônio Ângelo Garcia, também anunciou na reunião que já conseguiu uma área de 55 hectares, que vai contar com recursos do Estado, que vai ser utilizada no futuro pela Arauco para construir mais de 700 casas na cidade.

Desta forma Mato Grosso do Sul se consolida como o estado que mais recebe investimentos privados na área florestal e de celulose em todo Brasil. Somando os investimentos da Arauco em Inocência e a construção da fábrica da Suzano em Ribas do Rio Pardo, chegam-se a quase R$ 50 bilhões no setor de celulose. “Isto consolida MS como o Vale da Celulose”, destaca Verruck.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *