Pesquisa do Instituto Ranking Brasil Inteligência mostra reviravolta na disputa pela Prefeitura de Ribas do Rio Pardo a menos de um ano das eleições de 2024. Após perder duas reeleições, o ex-prefeito Roberson Moreira (PSDB) assumiu a liderança na disputa e o pré-candidato do MDB, Paulo Tucura, despencou na preferência dos moradores.

O prefeito João Alfredo Daineze, que deverá trocar o PSOL pelo PT, segue na lanterna e deve ser mais uma vítima da maldição na cidade, de não reeleger nenhum chefe do Executivo.

O instituto ouviu 500 moradores nos dias 22 e 23 deste mês. A margem de erro é de 5% para mais ou menos. Esta é a segunda pesquisa realizada na cidade. A primeira foi feita em agosto deste ano.

Na espontânea, Roberson fica em primeiro, com 15,20%, seguido pela vereadora Tânia Ferreira (SD), com 9,40%, pelo ex-prefeito José Domingos Ramos, o Zé Cabelo (PSDB), com 6,20%, pelo bolsonarista Jeová Prado (PL), com 5,80%, Paulo Tucura com 4,60%, pelo vereador Nego da Borracharia (PSD) com 3,60% e por João Alfredo, com 2,60%. Mais da metade, 50,6%, ainda não tem candidato ou vai votar branco ou nulo.

Em relação ao levantamento anterior, Roberson Moreira disparou, passando de 6% para 15,2%, enquanto Tânia subiu de 3% para 9,6%. Zé Cabelo caiu de 16,20% Para 6,2% e Tucura, de 10% para 4,6%. João Alfredo segue na lanterna, mas teve uma leve melhora, de 0,8% para 2,6%.

O Ranking Brasil testou dois cenários estimulados e Roberson lidera em ambos. Ele não havia sido incluído na pesquisa anterior. No entanto, o tucano, que chegou a ocupar dois mandatos e perdeu as duas reeleições, pode ter uma disputa fácil.

No primeiro cenário, Roberson tem 30%, o dobro de Tânia, que passou de 12% para 14,2%. Jeová subiu um pouco, de 7,40% para 9%, enquanto Tucura desceu ladeira abaixo, de 34% para 8,4%. Nego da Borracharia oscilou de 10% para 7,2%, enquanto o prefeito subiu de 4,40% para 6%. Indecisos, nulos e brancos somam 26,20%.

No segundo cenário, o ex-prefeito do PSDB tem 35%, contra 17,2% da vereadora, 10% do candidato do MDB e 7,60% de João Alfredo. Indecisos, nulos e brancos seriam de 30,20%.

O prefeito continua sendo o mais rejeitado, 51,40% no votariam de jeito nenhum em João Alfredo. Tucura tem rejeição de 10%< enquanto Nego da Borracharia 8% e Roberson, 7,20%.

Condenado por improbidade, Roberson conseguiu limpar a barra na Justiça e deve chegar com a ficha limpa para a disputa em 2024. João Alfredo não dá sinais de recuperação e só deverá garantir uma prefeitura ao PT por apenas pouco mais de um ano em MS.

 

Fonte: O Jacaré

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *