A empresa Arauco abriu 400 vagas de emprego em sua nova fábrica de celulose em Inocência (MS), que terá um investimento de R$ 28 bilhões. A previsão é que em fevereiro ou março do ano que vem a empresa já tenha a licença de instalação e as obras de construção da fábrica comecem em 2025.

A primeira fase de contratação está focada em vagas de emprego para técnico florestal, com salário médio de R$ 2,3 mil. Entretanto, a empresa também planeja oferecer vagas de emprego em diversas outras áreas, como pedreiro, motorista, montadores, soldador, entre outras. Os trabalhadores serão empregados através da intermediação da Casa do Trabalhador de Três Lagoas, facilitando o processo de contratação.

A empresa disponibilizará plano de saúde, alojamento, refeições e ticket alimentação aos contratados. Os trabalhadores terão a opção de residir em Três Lagoas, se preferirem, tornando a oportunidade ainda mais acessível.

No início deste mês de outubro, a direção da empresa se reuniu com o governador Eduardo Riedel (PSDB). A Arauco se aproxima de mais de 100 mil hectares de floresta plantada e, atualmente, o cronograma da obra está na fase de licença ambiental.

O prefeito de Inocência, Antônio Ângelo Garcia, anunciou na reunião que conseguiu uma área de 55 hectares, que vai contar com recursos do Governo do Estado, que vai ser utilizada no futuro pela Arauco para construir mais de 700 casas na cidade.

A empresa ainda solicita autorização do Estado para construir um ramal ferroviário de 47 km de Inocência até a Ferronorte.

A nova fábrica de celulose terá um impacto ambiental significativo, mas a empresa diz estar comprometida em utilizar de forma sustentável os recursos naturais da região.

Segundo o Estudo de Impacto Ambiental, a multinacional chilena planeja produzir 5 milhões de toneladas de celulose por ano e precisará de 10,5 milhões de toneladas de eucalipto para atender as duas linhas de produção.

A construção da fábrica está prevista para durar 40 meses, com a indústria começando a operar no início de 2028. Durante o pico da construção, espera-se a geração de 12 mil empregos diretos.

A expectativa é que a nova unidade da Arauco beneficie não apenas Inocência, mas também as cidades de Costa Rica e Água Clara. A empresa utilizará a água dos rios Sucuriú e Verde, que cortam os três municípios.

Crescimento econômico

Com o impulso do agronegócio e os investimentos no setor de papel e celulose, Mato Grosso do Sul se destaca como estado com grande potencial de crescimento econômico. Projeções da Tendências Consultoria indicam que o setor de papel e celulose receberá um investimento total de R$ 47 bilhões na região até o fim desta década. Isso representa um aumento substancial em relação à receita do estado, que alcançou R$ 22,5 bilhões no ano passado.

Esses investimentos privados, juntamente com projetos públicos como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, impulsionam o crescimento econômico do Estado, com expectativa de se tornar a maior região produtora de celulose do mundo até 2028, quando a planta da Arauco entrar em operação.

 

Fonte: O Jacaré
4 thoughts on “Com investimento de R$ 28 bilhões, Arauco abre 400 vagas em nova fábrica de celulose em Inocência”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *