A Operação SULMaSSP Mato Grosso do Sul, que contou com ações integradas das polícias de Mato Grosso do Sul e dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, tirou de circulação mais de 56 toneladas de drogas, 424 armas, 4.508 veículos irregulares ou com ocorrências de furtos ou roubos, prendeu 1.258 pessoas e cumpriu 422 mandados de busca e apreensão.

A 3ª edição, realizada em Mato Grosso do Sul, teve como objetivo reprimir crimes transfronteiriços e entre divisas nos cinco estados. A operação aconteceu entre os dias 5 de e 13 de novembro e contou com o emprego de 28.028 agentes dos cinco estados, 9.882 viaturas, 13 aeronaves, 33 drones, 153 cavalos e 28 cães.

No Dia D da Operação, realizado em 10 de novembro, em Campo Grande, com a presença do governador Eduardo Riedel e dos representantes dos cinco estados membros da operação, foi feito um the briefing e, na ocasião, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp) divulgou uma parcial dos resultados e nesta quinta-feira (16) foi anunciado o relatório final da ação.

“O SULMaSSP é esse bloco de estados, cujos secretários de segurança se uniram para enfrentar os crimes transfronteiriços, não só na porta de entrada do Brasil, através da fronteira com Paraguai e Bolívia, mas também os estados que sofrem o reflexo daquilo que passa por nossas fronteiras cruzando as nossas vias e rodovias”, destacou o titular da Sejusp, Antonio Carlos Videira.

Já o secretário-adjunto de Segurança Pública de Santa Catarina, Freibergue Rubem Nascimento, celebrou o resultado da terceira etapa da Operação SULMaSSP e parabenizou todos os integrantes das forças de segurança de SP, RS, PR, SC e MS pelo esforço, pela efetividade dos trabalhos.

3ª Operação SULMaSSP- MS Foto Saul Schramm
“Os custos feitos com a operação foram cobertos com brilhantismo. Mais uma vez estou orgulhoso e vejo que justifica nós termos agora o Sulmassp 4 e 5, de modo que possamos aperfeiçoar todos os processos e táticas apresentadas de modo que possamos justificar para nossa sociedade que esse é o caminho correto”, disse o Adjunto da Segurança Pública de Santa Catarina.

Sobre o SULMaSSP

O SULMaSSP, que dá nome à Operação, é um bloco que congrega os respectivos estados. A Operação é realizada em parceria com as Secretarias de Segurança Estaduais com objetivo de fortalece ações conjuntas, permitindo a troca de dados e de conhecimentos relacionados à inteligência policial e aos interesses operacionais.

O bloco SULMaSSP, criado em março de 2023, atua de forma coordenada, para ampliar e fortalecer a repressão de crimes transfronteiriços e nas divisas estaduais, mediante uma efetiva integração operacional e de inteligência, com 2 reflexos na desarticulação de organizações criminosas e no aprimoramento dos mecanismos de defesa social.

A implementação da Terceira Edição da Operação SULMaSSP foi tratada durante o 3º Encontro Estratégico da Segurança Pública, realizado nos dias 28 e 29 de setembro, em Campo Grande e, que contou com as participações de Secretários de Segurança, Comandantes-Gerais do Corpo de Bombeiros Militar e das Polícias Militares, Delegados-Gerais das Polícias Civil, Diretores das Perícias Criminais, das Polícias Penais e dos Centros Integrados de Comando e Controle dos estados do Sul do Brasil – Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, de São Paulo e de Mato Grosso do Sul. Na ocasião foram debatidas formas de combate aos crimes nas fronteiras e divisas dos cinco estados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *