Na tarde desta quarta-feira (22), durante uma operação policial da Derf (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos) na Rua Jacarepaguá, Bairro Tiradentes, em Campo Grande, um homem foi ferido a tiros. Ele foi identificado como João Vitor dos Santos Lipu, de 23 anos. A ação ocorreu após suspeitas de sua ligação com a invasão de uma casa onde estavam uma menina de 10 anos e um menino de 15 anos, no Bairro Monte Líbano.

De acordo com as informações obtidas pela reportagem, João possui um histórico criminal extenso, acumulando mais de 80 passagens pela polícia em Mato Grosso do Sul. Sua presença na lista de procurados ocorreu em setembro, quando foi apontado como integrante de um grupo especializado em furtos a residências de luxo.

A investigação da Polícia Civil teve início após o grupo ter arrombado o portão de uma casa no Jardim dos Estados, onde furtaram aproximadamente R$ 450 mil em joias, em agosto. Identificou-se que a quadrilha realizou outros furtos semelhantes posteriormente, levando a Derf a identificar ao menos sete pessoas envolvidas.

No desenrolar dos acontecimentos na quarta-feira, os policiais receberam informações sobre a presença do suspeito na região do Tiradentes. Ao tentarem abordar um trio, dois indivíduos empreenderam fuga em direção à Avenida Marquês de Herval, enquanto o terceiro fugiu no sentido oposto.

Durante a abordagem, João, armado com uma pistola calibre .38, teria apontado a arma na direção dos policiais, resultando em disparos que o atingiram no quadril. Ele foi socorrido e encaminhado para a Santa Casa, sem risco de morte. No hospital, um mandado de prisão preventiva, já em aberto contra o suspeito, foi cumprido.

O delegado Francis Freire enfatizou que o trio faz parte da quadrilha que furtou um escritório de advocacia no Centro de Campo Grande. O crime ocorreu no dia 10 de novembro, culminando na morte de Márcio Souza dos Santos, 22 anos, durante uma reação à abordagem da PM. Vinicius Santos da Silva, 19 anos, e Igor dos Santos Lipu, 24 anos, foram presos por este incidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *