Equipes da Prefeitura de Campo Grande continuam o atendimento às famílias da Comunidade do Mandela e na manhã desta quinta-feira (23), a prefeita Adriane Lopes, secretários e o presidente da Câmara, vereador Carlos Augusto Borges visitaram novamente a área para reforçar o compromisso de finalizar o processo de regularização fundiária a todas as famílias do local.

A prefeita Adriane Lopes conversou com os moradores do Mandela e explicou que o Executivo definiu quatro áreas num raio de 3 km próximo à Comunidade. Ao todo serão 38 famílias alocadas no Bairro José Tavares, 33 no Iguatemi 1, 30 famílias no Iguatemi 2 e mais 32 famílias no Bairro Talismã, garantindo a dignidade com regularização fundiária imediata a 133 famílias da Comunidade.

“Nossas equipes não saíram daqui e continuamos o atendimento. Mas a urgência maior era definir os locais que as famílias serão realocadas. Passamos o final de semana e todos esses dias estudando com nossa equipe técnica e com nossos parceiros, a exemplo da Câmara, as melhores áreas para levarmos as famílias. Nós vamos levar vocês para áreas que tenham infraestrutura, asfalto, esgoto, escola, CRAS e unidade de saúde”, declarou a prefeita.

O anúncio sobre o plano emergencial foi feito na última terça-feira (21), em coletiva no Gabinete da Prefeitura, que contou com a presença das lideranças da Comunidade. A visita de hoje traz mais segurança às famílias, que puderam tirar dúvidas pessoalmente durante a conversa com a prefeita Adriane Lopes.

A Prefeitura pretende alocar essas pessoas em áreas que atendem os critérios técnicos, jurídicos com toda infraestrutura garantida como rede de esgoto, drenagem e asfalto, além de escolas, Cras e posto de saúde. Nesse novo modelo de gestão, a administração visiona o futuro dessas famílias e o futuro de Campo Grande, por isso, a chefe do Executivo Municipal explicou às famílias que a administração municipal pensa em desenvolvimento urbano humanizado.

“Queremos nossas crianças na escola, e por isso também vamos alocar as famílias que já possuem os filhos matriculados na escola integral na região próxima ao Mandela numa área mais próxima. Essas áreas foram definidas em um raio de 3 quilômetros do Mandela, pois aqui é Área de Preservação Permanente, há uma mata fechada e um córrego, por isso a necessidade de recomeçar em novas áreas.”

O presidente da Câmara, vereador Carlão, acompanhou a Prefeita nesta quinta-feira e se disponibilizou a auxiliar o Executivo no que diz respeito ao Legislativo e pontuou que a atitude rápida da Prefeitura demonstra o compromisso da administração.

“Eu vejo que a prefeitura deu a resposta rápida aos moradores. O papel do político é fazer melhorias, mas o prefeito que sente na pele as necessidades da população está a um passo a frente. A prefeita é de origem humilde e não mudou o jeito de ser por conta do cargo. A prefeita está de parabéns, a Câmara está dando todo apoio na parte legislativa, na parte política que é preciso e pode contar com a maioria dos vereadores. Quero dizer que pode contar conosco”, declarou o vereador Carlão.

Dentre essas, 133 famílias, que já possuem todos os documentos em ordem devido ao processo de regularização fundiária iniciado no ano passado, serão encaminhadas para seus lotes de imediato, sendo que 100 já estão com recurso garantido para construção imediata e 33 receberão kit construção.

Representantes das Concessionárias de energia elétrica e água também se comprometerem a dar celeridade na garantia dos direitos nas novas habitações. Estima-se um prazo de aproximadamente 10 dias para a divisão dos lotes e a instalação de água e energia elétrica na região. A partir desse momento, as famílias cadastradas e regularizadas receberão o benefício Credihabita, que visa conceder financiamento para aquisição de materiais de construção, bem como assistência técnica destinada à construção, ampliação, reforma e regularização edilícia de unidades habitacionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *