Suspeito, já detido anteriormente por tráfico, é encontrado com entorpecentes e balanças de precisão em residência na região Sul da cidade

 

Uma equipe da Polícia Militar de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, registrou um novo caso de tráfico de drogas após receber denúncias anônimas sobre atividades ilícitas em uma residência localizada no bairro Jardim Planalto. O incidente ocorreu no final da tarde desta quarta-feira (31), quando os policiais encontraram 207 gramas de entorpecentes na casa de um homem de 51 anos, que já havia sido preso por tráfico no dia 27 de janeiro deste ano.

As denúncias anônimas reportaram à Polícia Militar a suspeita de que na residência do indivíduo detido anteriormente poderia haver mais drogas escondidas. Em resposta a estas informações, uma equipe policial foi até o local e iniciou as investigações. Segundo relatos, durante a abordagem, os agentes conversaram com um inquilino que reside em uma kitnet nos fundos do estabelecimento, onde supostamente funcionaria um ponto de venda de drogas.

Após autorização do inquilino, a Polícia Militar realizou buscas na propriedade, resultando na descoberta de uma bolsa preta contendo duas balanças de precisão, 30 gramas de crack, 23 gramas de cocaína e 154 gramas de maconha, escondidas em uma lixeira.

Os entorpecentes e os objetos utilizados para pesagem foram apreendidos e encaminhados à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac). De acordo com as autoridades, a Polícia Civil abrirá um inquérito policial para investigar o caso, o qual será anexado ao processo de tráfico de drogas contra o suspeito, atualmente detido na Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas.

A ação policial reflete os esforços contínuos das autoridades locais para combater o tráfico de drogas na região, contando com o apoio da comunidade através de denúncias anônimas, que desempenham um papel fundamental no desmantelamento de atividades criminosas e na promoção da segurança pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *