Uma ação coordenada pela Polícia Civil de Três Lagoas resultou na prisão em flagrante de um traficante de drogas nesta manhã. A operação, realizada pela equipe da 3ª Delegacia (3ª DP/TL), teve como alvo principal um bar localizado no bairro Santos Dumont, pertencente ao investigado J. M. C. F., já conhecido pelas autoridades por suas atividades no tráfico de entorpecentes.

O estabelecimento não só servia como ponto de venda de drogas, mas também funcionava como depósito para armazenamento dos entorpecentes. Ao se aproximarem do local, os policiais observaram um indivíduo estacionando um veículo VW Virtus branco em frente ao bar e retirando uma caixa de papelão do porta-malas, levantando suspeitas imediatas.

A equipe da 3ª DP/TL agiu rapidamente, abordando o condutor do veículo nos fundos do bar. Durante a revista, uma balança de precisão e dois tijolos grandes de crack foram encontrados no interior da caixa. J. M. C. F. foi identificado como o responsável pelo estabelecimento e confessou seu envolvimento no crime.

Uma busca minuciosa no interior do bar resultou na apreensão de mais drogas, uma balança de precisão, dois celulares e dinheiro fracionado. As diligências seguiram até a residência do investigado, situada a apenas 50 metros do bar, onde mais drogas, balanças de precisão e um caderno com anotações relacionadas ao tráfico foram encontrados.

Durante a operação, também foi abordado M. R. C. O., proprietário do veículo VW Virtus utilizado na ação, que afirmou ter emprestado o veículo a um amigo para buscar cervejas para o bar. Todos os envolvidos, juntamente com o veículo e as drogas apreendidas, foram encaminhados à 3ª DP/TL.

Na delegacia, a droga foi pesada, totalizando 2.700 kg de crack e 170 gramas de maconha, resultando em um prejuízo estimado em aproximadamente R$ 121.000 ao tráfico. A quantidade de droga apreendida renderia cerca de 12.000 trouxinhas (porções de crack). J.M.C.F., que já possui histórico criminal por tráfico, enfrentará novamente acusações pelo mesmo crime e pode ser condenado a uma pena de até 15 anos de reclusão.

A comunidade é instada a continuar colaborando com as autoridades no combate ao tráfico de drogas, fornecendo informações através dos telefones 67 3254 3224 e 67 992040244.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *