MS amplia serviço de proteção dos direitos das crianças, adolescentes e mulheres

WhatsApp-Image-2024-02-28-at-10.42.35-730x480

A partir de terça-feira (27), o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul amplia os serviços de enfrentamento à violência de gênero em suas diversas dimensões, atuando agora com as crianças e adolescentes que também são impactados cognitivamente e emocionalmente por presenciarem situações de violência doméstica em seus lares, com a criação do Ceamca (Centro Especializado de Atendimento à Mulher, à Crianças e ao Adolescentes em Situação de Violência).

“O Ceamca nasceu com a observação do trabalho feito com as mulheres vítimas de violência então atendidas pelo Ceam, que para romper o ciclo da violência nós precisávamos atender a família, e a família passa pelos filhos dessa mulher. E para fazer esse atendimento de forma especializada e eficaz na proteção dos direitos dessa criança e adolescente surgiu esse novo equipamento de atendimento e proteção”, explica a secretária de Estado da Cidadania, Viviane Luiza.

O novo espaço tem como objetivo prestar apoio inicial e acompanhamento psicossocial contínuo para mulheres em situação de violência, que pode ser estendido às crianças e aos adolescentes que estiverem inseridos no mesmo contexto familiar, atuar no enfrentamento à violência de gênero, propor políticas públicas pautadas em indicadores, além de realizar palestras, oficinas, capacitações, entre outras atividades.

Vale ressaltar que a política de atendimento à criança e ao adolescente seguirá o padrão da estabelecida no Estatuto da Criança e do Adolescente, de maneira a realmente garantir a plena efetivação dos direitos infanto-juvenis.

“O enfrentamento à todas as formas de violência contra crianças, adolescentes e mulheres é um papel de todos. Precisamos trabalhar de forma transversal, com a rede de atendimento, poder público, mas principalmente toda a sociedade, pois nenhuma forma de violência deve ser aceita”, conclui a secretária.

A coordenadora do Ceamca, Sidneia Tobias, destaca que os filhos das mulheres já atendidas seguirão o protocolo de atendimento que consiste no atendimento da assistência social e na sequência com a psicóloga. Reforçando que com a publicação do Decreto será reestruturado um novo modelo de atendimento.

“O então Ceam era um local que prestava acolhimento e acompanhamento psicossocial às mulheres vítimas de violência no geral. Maiores de 18 anos e que não necessariamente precisavam ter um boletim de ocorrência registrado, e não tem recorte de renda. O Governo do Estado já disponibilizava esse serviço de excelência, uma política pública efetiva, que deu certo. Agora ampliamos nosso atendimento para que não apenas as mulheres se tratem e se cuidem para romper de vez o ciclo de violência que estão vivendo, mas também seus filhos que acompanham todo o sofrimento da mãe. E para continuar com esse atendimento de excelência vamos reestruturar nossa forma de trabalhar para um melhor resultado”, ressalta Sidneia.

O Ceamca está localizado na Rua Piratininga, 559, Jardim dos Estados em Campo Grande, e disponível nos números de telefone: 0800 067 1236, (67) 99653-5913 ou 3361-6191.

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias

Banca Digital

Edição 217