O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPMS), por meio da 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Sidrolândia, do Grupo Especial de Combate à Corrupção (GECOC) e do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), deflagrou, nesta quarta-feira (3/4), a terceira fase da Operação “Tromper”, tendo como objetivo o cumprimento de 8 (oito) mandados de prisão e 28 (vinte e oito) de busca e apreensão.

O desdobramento das investigações, conduzidas pelo GECOC, ratificou a efetiva existência de uma organização criminosa voltada a fraudes em licitações e contratos administrativos com a Prefeitura Municipal de Sidrolândia, bem como o pagamento de propina a agentes públicos municipais.

Também foi identificada nova ramificação da organização criminosa, atuante no ramo de engenharia e pavimentação asfáltica.

Os contratos já identificados e objetos da investigação alcançam o montante aproximado de R$ 15.000.000,00.

A operação contou com o apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), do Batalhão de Choque e da Força Tática da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, além da assessoria militar do MPMS.

“Tromper”, verbo que dá nome à operação, traduz-se da língua francesa como ‘enganar’.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *