O prazo para filiações e mudanças de partidos visando concorrer às eleições deste ano terminou no sábado (6), e a última semana foi movimentada na cidade. Começou com o lançamento da pré-campanha e filiação do Dr. Paulo Veron ao PL, na segunda-feira (1). Na quarta-feira (3) foi a vez do MDB, com a presença do ex-governador André Puccinelli, fazer um evento de filiações e apresentar seus pré-candidatos a prefeito, e na quinta-feira (4), foi a vez do PP fazer o ato de filiações dos pré-candidatos a vereadores e os pretendentes ao cargo de vice, que deve sair do partido também para compor a chapa com o PSDB, liderada pelo presidente da Câmara, vereador Dr. Cassiano Maia.

Com as movimentações da última semana do prazo eleitoral, foram lançadas três pré-candidaturas a prefeito, sendo a primeira do Dr. Rui Costa, do Democracia Cristã, a segunda do Dr. Cassiano Maia, pelo PSDB e a terceira do também médico Dr. Paulo Veron, pelo PL.

Comentários de bastidores dão conta de que existe um grupo tentando articular a união dos médicos Rui Costa e Paulo Veron numa única chapa para polarizar com o candidato do PSDB, Dr. Cassiano Maia, e tentar tomar o comando da cidade que é administrada pelos tucanos há 7 anos. Caso não vingue essa articulação, Três Lagoas poderá ter pela primeira vez em sua história, três médicos liderando chapas e concorrendo ao cargo de prefeito.

Vereadores

Com o fechamento da janela partidária, pelo que apurou a reportagem do Expressão MS, nove partidos deverão lançar candidatos a vereadores nas eleições deste ano, ou seja, um total de 144 candidatos, quase 50% a menos que os candidatos das eleições de 2020. Essa redução se deve à nova lei eleitoral, que determina o total de cadeiras de vereadores mais um candidato, e também à redução de 17 para 15 o número de vereadores no município para a próxima legislatura.

Deverão lançar candidatos a vereadores os seguintes partidos: PSDB, PP, PSB, MDB, Republicanos, PL, Democracia Cristã, União Brasil e a federação entre PT e PV.
A coligação liderada pelo pré-candidato do PSDB deverá ter seis partidos e uma federação de partidos apoiando, num total de 112 pré-candidatos.

O PL deve ter os 16 pré-candidatos a vereadores, com chapa completa, e o Democracia Cristão da mesma forma, com chapa completa de 16 pré-candidatos a vereadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *