MS tem saldo de 4.197 vagas de emprego

Suzano-Foto-Álvaro-Rezende-01-730x480

A indústria de transformação, os transportes e o setor florestal foram destaque na geração de empregos em Mato Grosso do Sul no mês de março, que fechou com saldo positivo de 4.197 vagas. Os dados são da Carta de Conjuntura da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), elaborada com base no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego). Nos últimos doze meses (abril/2023 a março de 2024) foram criados 27.560 empregos no Estado. O MS ficou na 12ª posição entre as Unidades Federativas com maior saldo no mês.

Segundo o relatório, Mato Grosso do Sul registrou 39.331 admissões no mês de março e 35.134 desligamentos. A maioria dos setores de atividade econômica teve um desempenho positivo em março de 2024. O destaque ficou novamente com o setor de serviços (2.177), seguido pela indústria (972), agropecuária (834), comércio (566) e construção (-352). Na indústria, o subsetor Indústrias de Transformação apresentou o maior salto entre os demais, com a abertura de 839 novos postos, seguido pelos subsetores Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação (91).

Entre os subsetores dos Serviços, houve destaque positivo para Transporte, armazenamento e correios, responsável pela criação de 1.043 novas vagas, seguido pelos setores administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (701). Na Agropecuária, o subsetor de Produção Florestal foi responsável por 510 novos postos de trabalho formal. Para o governador Eduardo Riedel, a geração de empregos é reflexo da confiança do empresariado e da política de redução de impostos para impulsionar a economia e ajudar o bolso do cidadão. Ele destacou ainda que, paralelamente à atração dos investimentos, o Governo do Estado incentiva a qualificação profissional, por meio do programa MS Qualifica, para que os sul-mato-grossenses possam aproveitar as oportunidades.

“Mato Grosso do Sul vive um momento de pleno crescimento, atraindo investimentos e gerando oportunidades. São dois grandes eixos. O primeiro é o bom ambiente econômico que atrai investimentos e negócios, gera empregos, aumenta a renda e melhora a vida das pessoas. O segundo é a educação, para que as pessoas que moram aqui possam viver as oportunidades que são criadas, seja conseguindo colocação no mercado de trabalho, promoção ou até mesmo gerando novos negócios”, disse o governador.

“O avanço nas contratações na indústria de transformação, nos transportes e no agro, com o setor de produção florestal, são uma sinalização evidente do resultado da ação das políticas do Governo do Estado no fomento à geração de novas vagas no mercado de trabalho”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semadesc.

Municípios

Campo Grande lidera os municípios com maior saldo de empregos no Estado (808). Logo em seguida aparece Dourados (430) e Rio Brilhante (266) foram os três municípios com maior saldo no mês de março. Por outro lado, os municípios que mais fecharam postos foram Rio Brilhante (-103), Aral Moreira (-79) e Maracaju (-76).

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias

Banca Digital

Edição 218