A Eldorado Brasil Celulose acaba de divulgar os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2024, com destaque para a receita líquida de R$ 1,4 bilhão. O lucro líquido registrado foi de R$ 306 milhões e o EBITDA (lucros da empresa antes de subtrair os juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 734 milhões, com margem 52%.

A dívida líquida seguiu a tendência de queda dos últimos trimestres e chegou ao patamar de R$ 1,069 bilhão, 53,7% inferior ao mesmo período do ano passado, com alavancagem de 0,44 vez.

“No primeiro trimestre o destaque foi o desempenho operacional com números consistentes de produção e vendas. O ambiente favorável no mercado com sequência de aumentos nos preços contribuiu para mais um trimestre positivo”, avalia Fernando Storchi, CFO da Eldorado Brasil Celulose.

No aspecto de produção e vendas, a Eldorado teve o melhor primeiro trimestre desde o início de suas operações, com 449 mil toneladas de celulose produzidas. As vendas ficaram em 451 mil toneladas. O custo-caixa foi de R$ 860 por tonelada, em linha com o último trimestre de 2023.

Na frente de sustentabilidade, a empresa divulgou uma remoção de aproximadamente 42 milhões de toneladas de carbono equivalente da atmosfera, em 11 anos de operação, e divulgará seu relatório de sustentabilidade durante o segundo trimestre do ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *