Aliança PL/PSDB no Estado pode frustrar projeto dos liberais em Três Lagoas

Valdemar-Costa-Neto-Jair-Bolsonaro

Notícias divulgadas pela grande imprensa de Campo Grande na última quinta-feira (27) de uma provável aliança entre o PSDB e o PL na capital e municípios do interior, podem frustrar os planos dos liberais em Três Lagoas, que lançaram a pré-candidatura do vereador Dr. Paulo Veron ao cargo de prefeito nas eleições deste ano.

A notícia caiu como uma bomba no meio político de todo o Estado, principalmente em Campo Grande onde a atual prefeita Adriane Lopes, pré-candidata a reeleição pelo PP com o apoio da senadora Tereza Cristina, contava como certo o apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro e o PL ao seu projeto.

Em entrevista concedida ao jornalista Lucimar Couto, do Campo Grande News, o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, demonstrou entusiasmo no projeto de aliança do seu partido com o PSDB, que ele diz não ter dúvida de que será concretizado, e elogiou o governado Eduardo Riedel e o ex-governador e presidente regional dos tucanos, Reinaldo Azambuja.

“Azambuja é muito competente” e está certo de que “a máquina – referência ao governo – é imbatível”. Costa Neto acredita que o grupo de PSDB, PP, PL, de Mato Grosso do Sul, defende as mesmas posições politicas e, portanto, devem caminhar juntos.

Valdemar está certo que o eventual acordo, que em Brasília “avançou 80%”, começa agora na eleição municipal. Sem descartar a Capital (“Bolsonaro estuda indicar o vice de Beto” Pereira), o dirigente do PL informou que a aliança com o PSDB vai se estender por cidades do interior do Estado e que será o primeiro passo para o projeto maior: a reeleição do governador Eduardo Riedel.

Três Lagoas

Em Três Lagoas o PL lançou o vereador Dr. Paulo Veron como pré-candidato do partido na disputa pela prefeitura do município nas eleições deste ano, com uma chapa de pré-candidatos a vereadores. Caso se confirme realmente a aliança e o partido tenha que apoiar o pré-candidato tucano Dr. Cassiano Maia, a legenda teria que lançar chapa para a disputada para vereadores e tentar manter a cadeira atual que conquistou com a janela partidária e ingresso de Veron.

Em sua página no Facebook o vereador Dr. Paulo Veron postou na noite de sexta-feira (28), uma foto com a boca fechada por esparadrapo e as mãos amarradas com faixa, indicando que estaria impedido de falar ou fazer qualquer coisa caso realmente se confirme a aliança entre os dois partidos e não possa ser confirmado candidato na convenção da legenda no município.

Em vídeo publicado na sua página, Dr. Paulo Veron explicou que a foto se tratava de uma brincadeira publicada por amigos mas que retratava a realidade de que, segundo ele, muitas pessoas estariam tentando calar a sua voz.

“Nada vai me impedir de lutar pelo bem de todos vocês. Mesmo diante das adversidades, continuo firme no meu propósito de ser uma voz ativa e justa para nossa comunidade. Estão tentando dificultar meu caminho, mas eu não vou parar”, disse Veron na sua página.

 

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias

Banca Digital

Edição 218