PF e CGU apuram crimes licitatórios e de corrupção em Mato Grosso do Sul

d0e7fbe4-4177-4ec8-be01-138cdece9b98

A Polícia Federal, em ação conjunta com a Controladoria Geral da União, deflagrou, nesta quarta-feira (3), a Operação João Romão destinada a combater crimes licitatórios e de corrupção que estariam sendo praticados no âmbito da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos da Prefeitura Municipal de Corumbá. Policiais federais cumpriram 14 mandados de busca e apreensão nas cidades de Corumbá e Campo Grande, todos expedidos pela Justiça Federal.

A investigação, que se iniciou em 2021, mostrou que o atual secretário municipal de infraestrutura, Ricardo Ametla, teria criado uma empresa que acabou vencendo diversos procedimentos licitatórios da pasta sob sua reponsabilidade, sendo responsável por obras cujos valores ultrapassam R$ 12 milhões. Ainda durante as investigações foi possível colher indícios de irregularidades que teriam permitido a empresa suspeita ter capacidade financeira e técnica para participar dos certames licitatórios que venceu.

Foram alvos da operação um servidor público, servidores comissionados e efetivos envolvidos nas autorizações e fiscalizações das obras executadas, além de pessoas responsáveis pelas empresas.

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias

Banca Digital

Edição 218