• A Prefeitura de Bataguassu, através de ação conjunta entre Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, por meio de setor de Fiscalização de Obras e Postura; e a Secretaria Municipal de Saúde, através do setor de Endemias está intensificando a fiscalização quanto a limpeza dos terrenos baldios.

    De acordo com o coordenador municipal de Endemias, Pedro Paulo Alves, as equipes estão identificando e notificando os proprietários de terrenos que estão com mato alto para que executem a limpeza. “Temos recebido muitas denúncias de terrenos com mato alto e lixo acumulado, ambientes propensos para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, de animais peçonhentos (cobras, aranhas, escorpiões) e roedores. Desta forma, intensificamos a fiscalização e estamos realizando as notificações”.


    Foto Assecom Prefeitura de Bataguassu

    De acordo com o Código de Postura do município, é de responsabilidade do proprietário zelar pela limpeza do seu terreno.

    Alves comenta que após a notificação, os donos dos terrenos têm o prazo de 10 dias para proceder a limpeza. Caso não seja realizado, o município está promovendo as roçagens.

    PREVENÇÃO
    O coordenador municipal de Endemias salienta a importância da população contribuir para que a incidência de focos do Aedes Aegypti seja reduzida. “Se cada um fizer a sua parte, conseguiremos combater a proliferação do mosquito transmissor da Dengue”, comenta.


    Foto Assecom Prefeitura de Bataguassu

    Entre os hábitos de prevenção, recomenda-se não acumular entulho e lixo; ter atenção especial com plantas e objetos que possam acumular água; guardar garrafas de vidro ou pet; baldes e vasos de plantas vazios sempre com a boca para baixo.

    “A prevenção é sempre a melhor estratégia de combate ao Aedes Aegypti”, frisa ele, que lembra que em caso de sintomas como febre alta, dores de cabeça e no fundo dos olhos; manchas vermelhas na pele; enjoos e vômitos, é fundamental que a unidade de saúde mais próxima seja procurada para atendimento médico.

    Fonte: Assecom Prefeitura de Bataguassu

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *